segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

INAUGURADO O MUSEU QUILOMBOLA NA COMUNIDADE GAMELEIRA.

Foi inaugurado nesta sexta feira, dia 16 de dezembro de 2016, com muita poesia, o MUSEU DO QUILOMBO DA GAMELEIRA “GIDIO VEIO”, no Quilombo de Gameleira, em São Tomé-RN. Um momento cultural muito importante, evento impar, esperado por todos os que valorizam e militam em prol das minorias e das desigualdades raciais.

Uma quantidade expressiva de pessoas e entidades ligadas a cultura estiveram prestigiando o evento como, por exemplo, a historiadora Carla Lemos, o poeta Marciano Medeiros, o NEABICI entre outras do Município, o Prefeito Gutemberg, Vereador Jean Makson, o secretário de educação e Escritor Lenilson Dantas, vários secretários e o povo em geral.

Na oportunidade usaram da palavra diversas pessoas a exemplo de Lúcia Santos, organizadora e diretora do Museu, que deu as boas vindas aos presentes e falou da luta e do apoio da comunidade e da prefeitura para a edificação daquela obra que “pretende manter viva as raízes da comunidade para que as gerações futuras possam seguir os bons exemplos deixados pelos antepassados conservando a cultura os valores e sua luta pelo reconhecimento e empoderamento de seu povo, sua gente”, disse ela.
A secretária de cultura e também primeira dama, Marly Medeiros, que tem colaborado com o projeto de consolidação dessa luta que não é apenas do quilombo, mas de todos os brasileiros, uma luta de respeito e preservação das etnias e valores culturais de cada povo, isso sem falar no audacioso e grande projeto de desenvolvimento do turismo rural e desenvolvimento sustentável das comunidades através das TRILHAS DO FUTURO, é o Museu, as trilhas, o artesanato, a culinária, a recepção, o respeito ao meio ambiente... “ A história preservada é uma escrita de respeito as nossas vidas”, disse Marly Medeiros.

Carla Lemos, diretora do NEABICI (Núcleo de Estudos Afro Brasileiros Indígenas Cigano ), prometeu lutar para que o museu tenha condições e apoio para continuar crescendo e irradiando cultura e sabedoria. “Esse é um passo de muita importância um evento grandioso dentro desse quilombo que vai gerar muitos frutos de empoderamento e reconhecimento desse povo, essa é uma conquista pioneira no RN...”,muito feliz disse ela.
O Vereador Jean disse que “estava atento no encaminhamento de propostas de Políticas Públicas que fossem amparadas e divulgadas para viabilizar a sustentabilidade desses projetos no município e a favor das minorias.

Na oportunidade o escritor e poeta Marciano Medeiros recitou o poema do cordel que escreveu para esse momento, contando passagens da história e do povo quilombola, uma bela canção e forma de poesia, linda de se ouvir.

O prefeito Gutemberg, relatou que na sua gestão prezou por fomentar uma agenda cultural que pudesse garantir acesso e desenvolvimento dos valores culturais dos mais diversos e ricos que existem no município. “ Implantamos grandes eventos e festivais, onde a música, a dança, o teatro, a culinária, a preservação, a arquitetura fosse aflorada e valorizada, como é o caso do CARNAMÉ FOLIA, TEATRO PAIXÃO DE CRISTO, SANTUMÉ JUNINO E FESTIVAL DE QUADRILHAS, O PASSEANDO NA PRAÇA E O AUTO DO NATAL. CRIAMOS O AUDACIOSO PROJETO TRILHAS DO FUTURO, A LEI DE PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, CULTURAL E NATURAL E A LEI DO MUSEU MUNICIPAL E FECHAMOS COM A BELÍSSIMA CONSTRUÇÃO DO PÓRTICO DA CIDADE. Agora selando com chave de ouro com essa inauguração de um rico e pioneiro museu, mais um equipamento cultural que se soma a outros tantos que foram consolidados e instalados nessa gestão, momento ímpar jamais visto no nosso município. Muito feliz e grato a Deus, pois Ele nos concedeu tudo isso e nos deu sabedoria para gerir ações numa secretaria altamente importante mas sem recursos de nenhuma natureza, isso é dádiva de Deus”, conclui o prefeito Gutemberg

O Museu Quilombola será administrado pela diretora Maria Lúcia Santos, com orientação do NEABICI e órgãos competentes, foi fruto de decreto Municipal e  ficará aberto diariamente oferecendo aos visitantes o acesso a valiosas peças preservadas dos antepassados, um rico acervo fotográfico, e  em breve uma lojinha oferecendo produtos da comunidade como Fotos, Cds e Dvds, um rico Artesanato, e também com Doces e Bolos produzidos pelos comunitários e uma recepção carinhosa, festeira e alegre que só os moradores desta comunidade tem como atrativo característico de boas vindas á todos os turistas e estudiosos que ali chegam, diariamente de todos os lugares.

SEJAM TODOS BEM VINDOS AO QUILOMBO DA GAMELEIRA. AQUI MORA NOSSA HISTÓRIA.

“ NÃO SOU DESCENDENTE DE ESCRAVO. EU DESCENDO DE SERES HUMANOS QUE FORAM ESCRAVIZADOS”.

Makota Valdina

Fonte; Secretária de Cultura.


EmoticonEmoticon

Arquivo do blog